terça-feira, 14 de março de 2017

Prefeitura de Belém participa de debate na Câmara sobre tratamento de resíduos sólidos

A Prefeitura de Belém participou nesta segunda-feira, 13, da sessão especial convocada pela Câmara Municipal de Belém para debater o destino dos resíduos sólidos de Belém e as soluções para o aterro sanitário de Marituba. 
Representando a prefeitura, o secretário municipal de Saneamanto (Sesan), Thalles Belo, mostrou que o município está participando das discussões para definir as medidas cabíveis para a destinação dos resíduos da capital. “O município de Belém está na comissão que está tratando do aterro de Marituba, desde o começo das reuniões, para avaliar e tomar as providências possíveis e necessárias. Nós defendemos que a solução deva ser discutida para a região metropolitana e não isoladamente. É preciso um consórcio entre os municípios”, defendeu o secretário.
Ainda segundo ele, a capital tem investido em coleta seletiva como uma medida de destinação dos resíduos sólidos de acordo com a legislação nacional. “Temos hoje em Belém, 14 cooperativas de coleta usufruindo da infraestrutura oferecida pela prefeitura para realização do trabalho, como veículos e galpões. Precisamos atualizar e ampliar a coleta, o que já estamos fazendo”, explicou Thales. 
Associações de catadores também participaram da sessão e defenderam o reforço e a ampliação da coleta seletiva. “A coleta seletiva é uma das soluções para a destinação dos resíduos e para essa questão do aterro. Belém está entre as 16 capitais que implantou a coleta seletiva. Só precisamos ampliar e estruturar melhor. Temos também que investir em educação ambiental e começar a fazer a coleta dentro de casa”, frisou Jonas de Jesus Costa, presidente da Cooperativa de Catadores da Terra Firme (Concaves).
No encerramento da sessão, o vereador Toré Lima (PRB), que presidiu a mesa e propôs a pauta, falou dos encaminhamentos a serem feitos pela Câmara. “Vamos encaminhar às câmaras dos outros municípios o pedido para que se discuta a necessidade do consórcio e que se estabeleça um protocolo e um plano de ações. Também vamos cobrar a participação da Assembleia Legislativa e do Governo do Estado para que se empenhem no processo de definição de um novo lugar para o depósito de resíduos. Para a próxima semana está agendada uma visita dos vereadores ao aterro”, disse o vereador.
Além do secretário municipal de Saneamento de Belém, Thales Bello, participaram da mesa solene da sessão especial o deputado estadual Júnior Hage; o secretário municipal de Serviços Urbanos de Ananindeua, Rui Begot; o secretário estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Luiz Fernandes Rocha; o coordenador de Políticas e Plano de Saneamento, Francisco Pacheco, representando a Secretaria de Estado de Obras Públicas (Sedop); o vice-prefeito de Marituba, João Batista, representando o prefeito do município; a representante da Rede de Catadores do Pará, Nádia da Luz; e o representante do Fórum Permanente Fora Lixão de Marituba, Hélio Oliveira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário