quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Vereador de Belém é preso pela Polícia Federal

O pastor da Igreja Universal do Reino de Deus e vereador de Belém Raul Batista foi preso pela Polícia Federal (PF), na manhã desta quinta-feira (22), suspeito de fazer parte do grupo que fraudava a concessão do benefício social de seguro defeso ao pescador artesanal. Outros servidores e intermediários ligados aos órgãos públicos responsáveis por essa concessão, no Estado do Pará, também são investigados pela PF na Operação Arapaima deflagrada hoje. Segundo a polícia, os envolvidos ficavam com o dinheiro disponibilizado para o benefício.

No momento da prisão, foram encontrados 100 mil reais em dinheiro na casa de Batista.

O vereador está depondo na sede da Polícia Federal, em Belém. Em seguida fará exame no Instituto Médico Legal para, então, ser encaminhado ao sistema penitenciário.

Com investigações iniciadas em 29 de abril de 2014, a PF cumpre hoje 17 mandados de prisão temporária e 17 mandados de busca e apreensão, em Belém, Ananindeua, Soure, Cametá, Santa Isabel e Altamira. 

O delegado Gerson França informou que as investigações já duram mais de um ano, desde a gestão do também pastor evangélico Eduardo Lopes no Ministério da Pesca, que é do partido PRB, o mesmo do vereador Raul.

Foram investigadas a Superintendência Federal da Pesca e Aquicultura do Pará, postos do Sistema Nacional de Emprego e agências da Caixa Econômica Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário