terça-feira, 13 de outubro de 2015

Marcenaria da Susipe garante profissionalização e renda a detentos


Uma marcenaria instalada no Centro de Recuperação do Coqueiro (CRC), em Belém, é a nova oportunidade de qualificação da mão de obra carcerária no Pará. O projeto, iniciado em 2004, já profissionalizou mais de 60 internos do regime fechado custodiados na unidade da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe). Atualmente, oito internos fazem parte do grupo que trabalha na confecção de móveis em MDF.
"A capacitação tem como principal objetivo habilitar o interno para o mercado de trabalho, além de contribuir com a remissão de pena, já que três dias trabalhados significam um a menos no cárcere. Sem contar na economia que esse trabalho gera para a Susipe, já que os gastos com a mão de obra são reduzidos”, diz o coordenador do projeto, Rodrigo Dias.
A marcenaria funciona de segunda a sexta-feira. Os detentos trabalham na produção de cadeiras, mesas, balcões, móveis para escritório e estantes. A produção atual é de cadeiras de alimentação para crianças, que serão levadas para a Unidade Materno-Infantil (UMI) da Susipe e também nos acabamentos e mobília da nova biblioteca do CRC, local onde ocorre a visita infantil.
"Pelo trabalho, os detentos recebem remuneração de 3/4 do salário mínimo, conforme determina a Lei de Execução Penal brasileira, além da remissão de pena e oportunidade de se profissionalizar para o mercado de trabalho. É um ganho real tanto do ponto de vista profissional, quanto pessoal", avalia Rodrigo Dias. Dados da Divisão de Trabalho e Produção da Susipe revelam que depois de passar pela marcenaria da casa penal, cerca de 30 homens já foram encaminhados para o mercado de trabalho.
O interno José Flavio da Silva, 51 anos, também já sonha com o emprego depois que sair do cárcere. “Quando eu sair daqui quero trabalhar com marcenaria, ter carteira assinada. Gostei muito de aprender esse ofício e pretendo me especializar cada vez mais nessa área”, afirma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário