quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Governo cria força-tarefa para atuar em Barcarena

Uma força-tarefa composta por técnicos e gestores de oito órgãos do Governo do Pará está em Barcarena, no nordeste do Estado, para dar apoio à prefeitura local e à Companhia Docas do Pará (CDP), após o naufrágio do navio cargueiro Haidar, de bandeira libanesa e que transportava 5 mil bois vivos com destino à Venezuela, ocorrido na madrugada desta terça-feira (6). São servidores civis e militares das secretarias de Segurança Pública, de Meio Ambiente, de Saúde, além da Agência de Defesa Agropecuária (Adepará), Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Polícia Militar e Polícia Civil. As ações também terão suporte, em Belém, do Laboratório Central do Estado.

O acidente aconteceu por volta das 5 horas da manhã. Tão logo foi informado, o comandante do 6º Grupamento do Corpo de Bombeiros, sediado em Barcarena, tenente-coronel Edivaldo Cardoso, mobilizou uma equipe de 20 homens, com apoio de lancha, viatura de resgate e viatura de combate a incêndios. A equipe juntou-se a homens da Defesa Civil e a policiais militares do 14º Batalhão da PM, para os trabalhos de isolamento do píer, contenção de combustível vazado nas águas e resgate dos bois que fugiram do barco enquanto adernava. Essas ações emergenciais ocorreram por todo o dia e incluíram vistoria técnica no barco afundado, feita por mergulhadores especializados, e o monitoramento aéreo por helicóptero do Graesp (Grupamento Aéreo de Segurança Pública), encerrando-se às 22h.

Nenhum comentário:

Postar um comentário