quarta-feira, 23 de setembro de 2015

REFORMA DE DILMA DIVIDE PMDB E ISOLA TEMER

Em uma tentativa de esvaziar o apoio ao impeachment, a presidente Dilma Rousseff ofereceu cinco pastas para bancadas do PMDB na Câmara e no Senado.
O movimento foi feito após reunião com o vice Michel Temer e com os presidentes das Casas Eduardo Cunha e Renan Calheiros. Na ocasião, eles preferiram não indicar nenhum nome do partido para a reforma. Mais do que isso, Temer sugeriu que ela adiasse o corte dos ministérios, mas o anuncio está previsto para esta quinta-feira.
A manobra de Dilma divide o PMDB e isola Temer. Segundo aliados do líder Leonardo Picciani (RJ), a participação direta no governo foi aprovada por 42 votos a 9. Eles indicaram José Priante (PA), Mauro Lopes (MG), Newton Cardoso Jr (MG) e Celso Pansera (RJ) para a pasta que vai resultar da fusão da Avião Civil com a dos Portos; e Manoel Jr (PB), Marcelo Castro (PI) e Saraiva Felipe (MG) para a Saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário