sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Governo realiza maior promoção de militares da história da PM

Cerca de cinco mil policiais militares, entre praças e oficiais, foram promovidos nesta sexta-feira, 25, em cerimônia que celebrou os 197 anos da Polícia Militar do Estado do Pará. Somando-se as promoções concedidas em abril, no Dia de Tiradentes, quase 6.100 militares ascenderam a novos postos somente este ano, marcando um novo recorde para a corporação. A solenidade, que contou com a participação do governador Simão Jatene e de outras autoridades civis e militares, foi realizada na sede do Comando Geral da PM, em Icoaraci.
Além das promoções, a corporação também concedeu aos sargentos Márcio Silva Pantoja e Valdir Maia Texeira, e ao cabo Samuel Marques dos Santos a medalha “General Sotero de Menezes”, por ato de bravura. Em quase duzentos anos, apenas 60 medalhas como estas foram entregues. Valdir, por exemplo, recebeu a condecoração por ter ajudado a salvar 32 pessoas vítimas de um naufrágio ocorrido em 26 de novembro de 2007, na baia do Marajó próximo à Ilha de Cotijuba. À época, o ato lhe valeu a promoção a 3º sargento.
“Eles são três dos muitos heróis que temos e que de fato mereceram essa medalha especial. Não tenho dúvida de que esses não são exemplos isolados na corporação. Tenho certeza de que temos muitos outros policiais capazes de se expor e de arriscar a própria vida para salvar o outro”, destacou governador. Sobre as promoções, Jatene também fez questão de ressaltar que elas fazem parte de uma política de valorização do servidor, iniciada ainda em seu primeiro mandato, já com um número expressivo de promoções. Ao longo dos anos vieram outras conquistas históricas, como a própria lei de Promoção de Praças.
“Uma das coisas que mais me incomodava era encontrar policiais que após uma vida inteira dedicada à corporação ainda se encontravam no mesmo posto em que ingressaram na polícia. Isso não motiva ninguém. Mas é importante destacarmos que, além dessa motivação e reconhecimento, essas promoções também exigem mais responsabilidade daqueles que foram nomeados, e também dos que ainda o serão. E essa valorização, aliada a outros avanços, tem sido fundamental para que a polícia ocupe o espaço que queremos na sociedade”, acrescentou Jatene.
A cerimônia ainda foi transmitida via internet, uma estratégia inédita veiculada por meio da parceria entre PM, Secom (Secretaria de Estado de Comunicação) e Prodepa (Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará). O coronel Hélio Barbas comentou que a corporação também estava em festa em todos os batalhões espalhados pelo Estado e que era uma honra participar do evento. A mensagem, transmitida ao vivo, foi assistida na cerimônia em Belém, por um telão e, ao vivo, para todo o mundo, pela Internet. A cerimônia contou ainda com a participação do 4º Batalhão de Marabá, que realizou uma solenidade especial. 
Mérito - Personalidades civis e militares também receberam a Medalha da Ordem do Mérito Policial Militar Coronel Fontoura. Foram concedidas aos policiais militares com 30 anos de serviços prestados as medalhas metal dourado, com 20 anos as de metal prateado e com 10 anos as de metal bronzeado. No total, 124 personalidades foram agraciadas. A homenagem, outorgada nos graus Comendador e Cavaleiro, premia personalidades civis e militares que tenham prestado notáveis serviços à PM, contribuindo para seu desenvolvimento e prestígio, no âmbito nacional e estadual.
Entre os agraciados com a distinção estão o general Jeannot Jansen, atual titular da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social; o desembargador Milton Nobre, do Tribunal de Justiça do Estado; o general Antônio César Rocha, chefe do Estado Maior do Comando Militar do Norte, e o secretário de Planejamento e Integração operacional do Rio de Janeiro, Antônio Cesário, além de diversas outras personalidades civis e militares. Ao todo, foram 124 condecorados com a “Ordem do Mérito Coronel Fontoura”. “Para alguém que serviu 43 anos de forma ininterrupta como soldado, esse é o momento em que se percebe o quão útil e importante é o trabalho de cada um para o fortalecimento da corporação como um todo”, falou Jeannot Jansen.
Desafio – De janeiro a agosto deste ano, a Polícia Militar atendeu quase 100 mil ocorrências e aprendeu 1.200 armas de fogo, além de 600 kg de entorpecentes. Ao todo, foram cerca de um milhão de abordagens realizadas durante as operações realizadas em parceria com os demais órgãos do Sistema de Segurança Pública. Em seu discurso, o coronel Roberto Campos, comandante da Polícia Militar do Pará, informou que atualmente a corporação conta com 16 mil policiais na ativa, que atendem os 144 municípios e outras 133 localidades do Estado.
Para Campos, o grande desafio agora é fazer da polícia um patrimônio da sociedade paraense. Ele lembrou, ainda, a importância da parceria com a sociedade, seja em ações de prevenção ou de repressão da violência e da criminalidade. Neste sentido, ele destacou a intensificação da lógica do policiamento comunitário do Pará, as parcerias com os demais órgãos, como o Pro Paz, e os avanços nos programas desenvolvidos pela Polícia Militar, como o Programa de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) e o trabalho feito através da Equoterapia. Ao final da cerimônia, a tropa desfilou em continência ao governador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário