sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Menino de nove anos entrega a faixa ao governador Simão Jatene

Um menino de apenas nove anos, Maurício Haber, protagonizou o momento mais simbólico da solenidade de posse do governador Simão Jatene, na manhã desta quinta-feira (1º). Ele foi convidado a colocar a faixa no governador reeleito, representanto o povo paraense, no palanque em frente ao Palácio Lauro Sodré, no centro histórico de Belém. A aposição da faixa ocorreu após o governador Simão Jatene e o vice-governador Zequinha Marinho assinarem o termo de posse e fazerem o juramento solene no plenário da Assembleia Legislativa, em cerimônia presidida pelo deputado Márcio Miranda, presidente da Casa.

Após o encerramento da solenidade oficial de posse, o governador Simão Jatene e o vice-governador Zequinha Marinho seguiram a pé em direção ao palanque montado em frente ao Palácio Lauro Sodré. No caminho, dezenas de pessoas aplaudiram e abraçaram o governador eleito.

Na intercessão da Rua Tomázia Perdigão com a Praça Dom Pedro II, o governador foi recepcionado pelo chefe da Casa Militar da Governadoria, coronel César Melo, para receber as honras militares. Em seguida, o comandante da Guarda de Honra, tenente coronel Valério, apresentou-se ao governador, que passou em revista a tropa, formada por mais de 200 integrantes da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, representando as forças militares do Estado.

Ao final da revista à tropa, o coronel César Melo conduziu o governador ao dispositivo de honra, onde ele foi recebido por sua esposa, Ana Jatene; o vice-governador Zequinha Marinho e sua esposa, Júlia Maria da Cruz Marinho; o deputado estadual e presidente da Alepa, Márcio Miranda; a desembargadora Luzia Nadja Guimarães Nascimento, presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Pará; Zenaldo Coutinho, prefeito de Belém; Marco Antônio Ferreira da Neves, procurador Geral de Justiça do Estado do Pará, e pelo senador Flexa Ribeiro.

Com o encerramento das honras militares foi iniciado um ato ecumênico, com o diácono Fábio Lobato, que substituiu na solenidade o padre Ronaldo Menezes, pároco da Igreja de São Geraldo Magela, ausente por motivo de doença. O diácono abençoou os presentes no palanque e na plateia, e ressaltou que “o que pedimos hoje a Deus, quando dizemos ‘o Senhor te abençoe, te proteja e te ilumine’, é uma benção que hoje Ele te conceda. Uma benção viva, eficaz e real. Sinal evidente do quanto as pessoas abençoadas são necessárias para a construção de uma terra de prosperidade e de paz”.

Em seguida, o pastor Gilberto Marques, presidente da Comieadepa (Convenção Interestadual de Ministros e Igrejas Evangélicas Assembleias de Deus no Estado do Pará), também abençoou os presentes. “Estamos todos aqui pela vontade única de Deus, e é Ele que nos olha, nos vigia, julga e nos encoraja. O povo manifestou a sua vontade em ver Jatene governador pela terceira vez, e estamos muito felizes por isso. Que Deus abençoe o governador e o Estado do Pará”, disse o pastor.

Entrega da faixa - Após as bênçãos foi iniciada a cerimônia de Aposição de Faixa Governamental, que representa a troca de poder. Como se trata de uma reeleição, o ato é mantido como renovação dos compromissos firmados pelo governador com o Estado. Para o ato foi convidado o menino Maurício Haber, representando o povo paraense. O uso da faixa simboliza responsabilidade, compromisso e honra.

Maurício Haber contou como foi estar com o governador em seu primeiro ato neste ano. “Foi emocionante. Ele não me disse nada, apenas sorriu. Mas eu disse para ele que sou seu fã número um”, contou o garoto, que disse sonhar com a carreira política e um dia se tornar governador do Pará.

A cerimônia foi encerrada com o discurso de Simão Jatene. “Gostaria muito de agradecer a cada um de vocês. Razão última e razão primeira de estarmos aqui. Agradecer ao carinho que nos permitiu chegar ao Governo do Estado, agradecer o trabalho de cada um, agradecer aos que vieram de longe. Campeão aqui não sou eu, e sim o povo deste Estado, o paraense que é capaz de enfrentar desafios todos os dias sem perder a crença de que é possível construir um mundo melhor e mais feliz. E nós teremos um mundo melhor quando formos melhores para o mundo. E vou precisar muito de todos vocês, não apenas no acompanhando nas nossas caminhadas, mas exercendo a sua condição de cidadão, no sentido de nós podermos criar neste Estado algo que ainda não existe neste país, que é a ideia de público, que é algo que deve ser feito com a contribuição de todos, todos devem utilizar, mas também todos devem cuidar e zelar por este patrimônio”, explicou Jatene.

Após o discurso houve a execução do Hino do Pará, com a interpretação do cantor Edilson Moreno, que contou com a parceria do próprio governador. Após o evento, Simão Jatene e Zequinha Marinho receberam os cumprimentos das autoridades presentes e da plateia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário