sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Instituto Carlos Gomes recebe 58 novos instrumentos musicais

O governador Simão Jatene entregou oficialmente na tarde desta sexta-feira (9) novos instrumentos musicais para o Instituto Estadual Carlos Gomes (IECG). Foram entregues 58 instrumentos de sopro, cordas, percussão e piano. A cerimônia ocorreu na sala de musicalização do IECG, no prédio central da instituição, e foi acompanhada por alunos, professores e servidores. Os instrumentos musicais foram importados da Europa e comprados diretamente dos fabricantes, com isenção de impostos e custeados por recursos próprios do Estado, que somam quase R$ 500 mil.

Durante a cerimônia, alunos e professores de percussão fizeram uma pequena demonstração dos novos instrumentos executando um chorinho. O percussionista Ricardo Aquino, professor do IECG, falou sobre a importância dos instrumentos para o ensino da percussão.

“Nossos alunos vão poder usufruir de um material de primeira e poder desenvolver um repertório de altíssimo nível com equipamentos de primeiro mundo. Temos um arquivo de partituras que nunca puderam ser tocadas por falta do instrumental. Estaremos inspirados pela novidade. Vai dar um gás novo em todo mundo, e a gente vai poder explorar muito mais o repertório e o talento dos alunos”, garantiu o professor.

A estudante do quarto ano de percussão Taís Pereira, 21 anos, estava empolgada com a novidade. “Vai diversificar o nosso repertório e melhorar o aprendizado. Vou poder tocar músicas em instrumentos que nunca havia tido a oportunidade de tocar antes”, disse.

O superintendente da Fundação Carlos Gomes, o pianista Paulo José Campos de Melo, tocou durante a cerimônia a música “Começar de Novo”, de Ivan Lins. A canção foi usada no discurso de posse de Jatene. “Não consigo deixar de me emocionar. Podemos nos reinventar e recomeçar sempre”, disse o governador. “Agradeço a todos que fazem essa instituição”, reiterou. O superintendente comemorou a chegada dos novos instrumentos. “É uma aquisição que nos coloca entre as escolas mais bem equipadas do país, e justamente no momento em que vamos comemorar 120 anos”, frisou.

Ampliação – Após a entrega dos instrumentos, o governador percorreu o prédio, que recebe obras de reforma, ampliação e restauro desde o ano passado para poder ampliar a capacidade de oferta de vagas. Ele foi de sala em sala e viu o desempenho de alunos do conservatório.

Uma das salas visitadas pelo governador foi do Estúdio Ópera, um projeto de extensão para profissionalizar cantores líricos. Jatene assistiu à apresentação do cantor lírico Idaías Souto, acompanhado pela pianista Ana Maria Adade, que coordena o projeto. A visita terminou na Sala Éttore Bosio, que foi totalmente reformada, com a apresentação de grupos artísticos da Fundação Carlos Gomes.

Sobre a importância do trabalho desenvolvido pelo IECG, o governador destacou: “Hoje temos músicos no mundo inteiro formados aqui. E isso é um passo importante. Um desafio de construção de uma sociedade melhor não se esgota em uma ou duas dimensões. Exige exatamente tudo isso. Quero agradecer ao povo do Pará porque, de fato, os instrumentos que estão sendo entregues só foram possíveis em função do imposto que cada paraense paga”, disse. “Nosso desafio é cada vez mais ir aonde o povo está, é levar a música aonde o povo está, para que nossa gente tenha a oportunidade de ver quanta coisa bonita se faz no nosso Carlos Gomes”, completou.

História – A reforma do prédio do IECG foi iniciada em 2014 e proporcionou a inclusão de um maior número de estudantes de música com a criação de 14 novas e modernas salas de aula equipadas conforme exigências do Ministério da Educação (MEC). Além da ampliação do anexo, está sendo feita a restauração do prédio central e a renovação de toda a fiação elétrica, canalização e esgoto, bem como a urbanização dos jardins.

Todas essas ações, já em fase de finalização, colocam o Instituto Estadual Carlos Gomes entre os mais bem equipados do Brasil. Ao final da reforma, o IECG contará com novas instalações, ampliadas e modernizadas, para atender os mais de dois mil estudantes hoje matriculados, num total de 50 ambientes – entre salas de aulas, de concerto, de estudo, biblioteca, espaço de convivência, laboratório de informática e música.

Em 2015, o IECG completa 120 anos de fundação e se prepara para comemorar a data com uma série de concertos e recitais, além de entrega de medalhas e criação de um selo comemorativo. O objetivo é dar continuidade às políticas públicas na área da educação musical para que os grupos artísticos da instituição se transformem em Corpos Estáveis e Laboratórios para a Academia, com a criação de uma orquestra sinfônica infanto-juvenil, uma orquestra jovem, uma banda sinfônica, coro, grupos de câmera, compositores e arranjadores, que possam participar das manifestações musicais que ocorrem dentro e fora do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário