quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Natal D'Água leva música e solidariedade a ribeirinhos do Estado

A quarta edição do projeto Natal D’Água, que começou no dia 12 de dezembro, tem levado solidariedade, alegria e música a ribeirinhos da região das ilhas de Belém e do interior. O projeto foi criado em 2011 pelo Núcleo Articulação e Cidadania, do governo do Estado, com o apoio de empresas e da sociedade civil. Neste ano, a coordenação do projeto prevê o atendimento de 14 mil famílias, que recebem cestas básicas e 60 mil brinquedos arrecadados para as crianças.
"Ficamos muito felizes com o resultado alcançado em 2013, e ampliamos e fortalecemos essa parceria em 2014. Aumentamos a nossa rede, com a participação de novos empresários e colaboradores. Com isso, conseguimos condições reais de participar mais intensamente do Natal D'Água", disse Danielle Severino, que faz parte da organização do projeto. A primeira distribuição de cestas básicas e brinquedos ocorreu nas comunidades das Ilhas do Combu, Murutucu, Maracujá, Ilha Grande, Furo do Piriquitaquara, Ilha das Onças e comunidade ribeirinha do Aurá. No dia 13, foi a vez das ilhas Longa, Nova, Paquetá, Jutuba, Arapiranga e Urubuoca.
“O Natal D’Água é muito importante para nós, principalmente para as crianças, pois elas gostam muito dos brinquedos e das brincadeiras. Moro aqui há 67 anos e digo que esse projeto é uma das melhores coisas que já tivemos por aqui”, disse Antonia Maria Santos, 67, coordenadora da comunidade Santa Rosa, na Ilha das Onças. Comunidades dos municípios de Abaetetuba, Acará, Ananindeua, Barcarena, Bragança, Cachoeira do Arari, Cotijuba, Igarapé Miri, Inhangapi, Marituba, Melgaço, Soure, Salvaterra, Santa Bárbara do Pará, São Caetano de Odivelas, Icoaraci, Mosqueiro, Outeiro e Belém também receberam as doações neste mês. Nos municípios de Abaetetuba, Bragança e em Belém (no Aurá) também houve programação artística, o Concerto Natalino do Natal D’Água.
Aurá – Na noite do último dia 20, a comunidade do Aurá recebeu pela primeira vez o Concerto de Natal do projeto, na praça central do bairro. Dezenas de pessoas se reuniram para prestigiar o coral e os demais instrumentistas que se apresentaram sob a regência do maestro Tinoco Costa e direção artística da cantora Patrícia Oliveira.
“Estamos muito felizes com esse show aqui. Nunca tinham feito algo parecido com isso aqui no Aurá. As crianças receberam os presentes e ficaram muito alegres, e a gente pode participar de uma festa assim. É muito legal mesmo”, disse a dona de casa Mayara Santos, mãe de três filhos.
A cantora e diretora artística do concerto, Patrícia Oliveira, disse que esse sempre é um momento de muita emoção, “porque você sai de dentro do teatro, do ambiente completamente erudito, e vem para uma praça pública. A gente fica muito feliz não só por estar participando, mas por ver esse trabalho realizado, pois isso aqui serve para trazer também essa cultura que muitas pessoas não têm a oportunidade de ver. O lírico e o popular andam juntos sempre”, frisou. “No concerto misturamos os ritmos brasileiros com a tradição natalina. É algo bem eclético e bem sugestivo para que as pessoas possam interagir”, completou.
Bragança – No município de Bragança, no nordeste paraense, o Concerto de Natal foi apresentado na noite do dia 21. Foi a quarta apresentação desde o início do projeto neste mês. O espetáculo foi apresentado na Praça da Marujada, ao lado da Igreja de São Benedito, um dos pontos turísticos da cidade. “Uma das principais coisas que temos notados em relação aos concertos é a interação do público. É uma novidade cultural, pois são locais aos quais levamos cantores líricos e populares para cantar estas canções natalinas. É uma mistura, e isso tem tido uma aceitação muito grande que pode ser vista pela satisfação do público”, assinalou Danielle Severino.
A servidora pública Graça Miranda é integrante do coral Canto Pará há dez anos e é uma das voluntárias de quatro corais que fazem parte do grupo criado especialmente para o Concerto de Natal do projeto Natal D’Água. “Aqui temos o coral da Santa Casa, Tribunal de Contas do Estado, Correios e do INSS. Todos somos voluntários e cantamos mesmo por prazer. É maravilhoso a gente levar essa alegria às pessoas. É muito comovente isso. Tenho que me controlar um pouco, sabe? Eu danço muito, fico muito feliz, é uma emoção muito grande”, disse.
Na plateia, Nívia Maria Vieira, 33, moradora de Bragança,  que apreciava o show com a filha no colo, destacou a importância de espetáculos como este na cidade. “É um presente para o município de Bragança receber um concerto assim. Bragança é uma cidade que tem mais de 400 anos e é mergulhada na cultura, na questão artística, mas nós sentíamos falta de ter eventos de música lírica, porque ainda temos aqui um teatro, então quando esses concertos vêm até o município, o povo recebe muito bem, como muita alegria”, afiançou.
“Este show é uma alegria para a nossa cidade, que em breve também terá, com a ajuda do governo do Estado, um Liceu de Artes e também um teatro. Além disso, temos aqui um instituto com crianças que estão aprendendo a arte da música, inclusive eles estão montando uma orquestra. Isso sem dúvida vem enriquecer muito Bragança, e a gente vê o povo alegre, chorando e emocionado. Então, a gente agradece muito por este presente de Natal para a cidade e temos muito a crescer ainda”, declarou o prefeito da cidade, Nelson Magalhães, que também é o padre da cidade.
Na abertura do Natal D’Água, o governador Simão Jatene resumiu a importância do sentimento do Natal. “Este é um sentimento que invade os nossos corações e nossas mentes. Um sentimento de fraternidade, de carinho, de harmonia e de amor. Desejo que não seja apenas um sentimento no período do Natal, mas que ele tome conta das nossas vidas por todos os dias e anos que virão. Feliz Natal Bragança, Feliz Natal à região Nordeste, Feliz Natal Pará!”, desejou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário