sábado, 15 de novembro de 2014

Presidiário ordenou morte de mulher assassinada no 40 Horas, diz polícia

Dez dias depois da onda de assassinatos em cinco bairros de Belém, uma mulher que teria ligação com o cabo da Polícia Militar morto na Terra-Firme, também foi executada na noite de sexta (14), em Ananindeua. A polícia investiga a causa do crime. Um presidiário foi apontado pela polícia como o mandante do crime, que teria sido ordenado de dentro do Presídio Metropolitano I (PEM I), em Marituba.
O detento Ramon Gomes Santos, de 26 anos, prestou depoimento neste sábado (15), na Seccional da Cidade Nova. De acordo com as investigações, ele teria planejado o assassinato de Laiane Gomes Soares, de 20 anos, de dentro do PEM I, em Marituba. Ele teria um relacionamento amoroso com a vítima. A estudante foi executada após sair de um taxi, na noite de sexta (14) no bairro do 40 Horas, em Ananindeua. Segundo a polícia, o crime foi motivado por ciúmes da relação entre a vítima e o cabo Antônio Figueiredo, que foi executado há tiros, no bairro da Terra-Firme, no início do mês.  Após a morte do PM, uma sequência de assassinatos foi registrado em cinco bairros da capital. Dez pessoas morreram em algumas horas, na madrugada do dia 4 para o dia 5 de novembro.O presidiário cumpre pena a 1 ano e 4 messes por roubo. Agora, ele deve responder por ser o mentor do assassinato de Laiane. A policia investiga quem foi o autor do homicídio e se ele teve ajuda de outras pessoas.
A polícia teve acesso ao celular do acusado de mandar matar Laiane. Ramom trocou mensagens com a
jovem no dia do crime.
De acordo com Luana Tomaz,  da Ordem dos Advogados do Pará (OAB), a vítima teria recebido ameaças por causa da ligação dela com o cabo Figuereido.
As investigações apontam que após a conversa, Laiane teria ido pegar uma encomenda de Ramon no local do crime.
Entenda o caso
Laiane Soares foi encontrada morta no conjunto Nova Esperança, na estrada do 40 Horas, bairro do Coqueiro, em Ananindeua, município da região metropolitana de Belém, na noite de sexta-feira (14). Segundo a polícia, a vítima foi atraída até o local. As descer de um táxi, ela foi executada com tiros no rosto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário