terça-feira, 25 de novembro de 2014

Hospital do Baixo Amazonas promove o I Congresso de Oncologia do Oeste do Pará

O município de Santarém, no oeste do Estado, sedia a partir desta quarta-feira (26), até sábado (29), o I Congresso de Oncologia do Oeste do Pará. Organizado pelo Serviço de Oncologia do Hospital Regional do Baixo Amazonas, o evento vai reunir médicos da região e de outras localidades do país. O objetivo é oferecer aos profissionais das áreas da saúde e à comunidade acadêmica de Santarém informações das áreas médica e científica.

O evento ganha dimensão porque o tratamento do câncer no oeste do Pará se consolida com o serviço que o Hospital Regional do Baixo Amazonas oferece - hoje uma referência na Região Norte. A abertura Congresso será na noite desta terça-feira (25), no auditório das Faculdades Integradas do Tapajós (FIT). Até sábado, médicos e enfermeiros do hospital, além de outros profissionais convidados, proferirão 18 palestras.

O congresso acontece quando o Serviço Oncológico do HRBA completa seis anos de implantação. No decorrer desse tempo, milhares de pessoas foram atendidas com consultas preventivas, cirurgias, sessões de quimioterapia, radioterapia e ações sociais.  Em 2013, foram computados 42.308 atendimentos a pacientes com câncer em Santarém: 12.424 consultas, 805 cirurgias, 4.797 sessões de radioterapia, 24.039 de quimioterapia e 198 sessões de braquiterapia. Graças às campanhas de prevenção, os atendimentos saltaram, neste ano, para 47.805.

Os números apurados denotam o avanço e a eficiência do HRBA nessa área da saúde pública, e ratificam o acerto da estratégia do governo ao implantar o serviço oncológico em Santarém. O crescimento da demanda foi natural. Antes, “sem um processo estabelecido para o acompanhamento e tratamento dos pacientes, eles não eram vistos ou não tinham acesso ao tratamento”, disse o médico Marcos Fortes, coordenador do Serviço. “A incidência e a prevalência de câncer aumentaram, mas com o investimento em tecnologia estamos conseguindo promover um atendimento de qualidade”, acrescentou.

O HRBA oferece tratamento de altíssimo custo, não comum ao Sistema Único de Saúde (SUS), e diminuiu o tempo de espera (por lei, o tempo máximo é 60 dias). Em Santarém não há, atualmente, demanda reprimida para o tratamento de câncer.

Inovação - O Congresso é aguardado com grande interesse pela classe médica, e reunirá nomes importantes da oncologia nacional que, junto com os profissionais da saúde da região, irão debater as inovações do tratamento oncológico. O evento é coordenado pelos médicos Marcos Fortes (cirurgião oncológico), Kalysta Borges (hematologista) e Carlos Hummes (oncologista clínico), todos do quadro do HRBA.

Até o dia 29 serão proferidas 18 palestras sobre os mais relevantes aspectos do tratamento oncológico. O Congresso será aberto pelo diretor geral do HRBA, Hebert Moreschi, junto com o Secretário de Estado Saúde Pública, Helio Franco de Macedo Júnior, e Juarez Quaresma, reitor da Universidade do Estado do Pará (Uepa). O tema da palestra de abertura será “O impacto do rastreamento precoce e a realidade de Santarém e região no enfrentamento do câncer de colo uterino”, proferida pela secretária de Saúde de Santarém, Valdenira de Menezes Cunha.

As demais palestras abordarão temas como cânceres de mama, gástrico e colo-retal; da tireóide, próstata, pulmão e das vias biliares; melanomas, tumores do sistema nervoso central; cirurgia vascular de cabeça e pescoço; radioimagem e cuidados paliativos. Além da programação para as equipes médicas, o Congresso também abordará temas relacionados às atividades dos demais profissionais que atuam na oncologia, principalmente os relacionados à enfermagem, dieta, psicologia, manipulação de quimioterápicos e tratamento não fármaco.

O Congresso está sendo considerado um dos maiores eventos científicos do Norte, devido à programação diversa e às presenças de quatro renomados clínicos e cirurgiões oncológicos: Luiz Eduardo Werneck de Carvalho, Ivan Dunshee, Marcelo Averback e Francisco Belfort.

Nenhum comentário:

Postar um comentário