domingo, 23 de novembro de 2014

Feira Tapajós Negócios mostra potencialidades do oeste paraense

Com uma programação que incluiu atrações culturais, palestras técnicas e exposição de vários produtos e serviços, foi encerrada na noite de sábado (22) a Tapajós Negócios, a primeira feira nacional e multissetorial da região oeste do Pará. A feira foi realizada no estacionamento do Shopping Rio Tapajós, recém-inaugurado. O Governo do Estado patrocinou o evento, com um estande sob a responsabilidade da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom)
A feira Tapajós Negócios, que fomentou áreas como comércio, serviços e mineração, foi organizada pela Associação Comercial e Empresarial de Santarém (Aces), com patrocínio do Governo do Pará, Prefeitura Municipal de Santarém, Banco da Amazônia e Banco do Brasil, com apoio do Shopping Rio Tapajós, Federação do Comércio (Fecomércio), Federação das Associações Comerciais e Empresarias do Pará (Faciapa), Federação das Indústrias do Pará (Fiepa), empresas Cargill e Alcoa, Supermercado CR, Transportadora Linave e Sicredi (instituição financeira cooperativa).
“Tapajós é uma região que está em pleno desenvolvimento, principalmente nas áreas de comércio e serviços. Por isso, é fundamental a realização de feiras e encontros empresariais, ao nível da I Feira Tapajós Negócios, para a melhoria do ambiente nas relações comerciais.”, destacou a secretária adjunta de Indústria, Comércio e Mineração, Ciane Barros.
A feira contou com 130 estandes de variados setores, como indústria, comércio, serviços e agronegócios. Paralelamente também foram realizados o Feirão do Microcrédito, Feirão Imobiliário, Feirão do Agronegócio, Feirão Automotivo e o Festival Gastronômico do Tapajós. Empresários da região, outros profissionais e estudantes participaram de 16 palestras durante os quatros dias da feira.
Investimentos - Segundo Olavo das Neves, presidente da Faciapa, Santarém está em primeiro lugar na produção de soja  e arroz no Pará, e a previsão para os próximos anos é que a cidade receba grandes investimentos, o que deve consolidar a economia da região. "Os investimentos que aqui vão chegar são de grande montante, e vão trazer uma consolidação tão almejada para essa região quanto a questão econômica, produtiva, geração de emprego e renda. É isso que estamos ouvindo fora e estamos vivenciando, vendo realmente esses investimentos, que não são poucos. Eu acredito muito nesse crescimento acelerado não só de Santarém, como da região", afirmou Olavo das Neves. 
A conclusão da pavimentação BR-163 (Cuiabá-Santarém), a ampliação do Aeroporto Maestro Wilson Fonseca, a construção do Terminal Hidroviário de Santarém, a instalação do Polo Industrial de Santarém, a conclusão da PA-370 (Santarém-Uruará) e o linhão da Calha Norte, a maior linha de transmissão de energia em construção no Brasil, são alguns desses investimentos.
Para o presidente da Aces, Alberto Oliveira, Santarém está em plena movimentação e dinamização da economia com o anúncio de investimentos públicos e privados. “Os investimentos são impulsionados principalmente pelo agronegócio do estado do Mato Grosso, que economizará R$ 1,2 bilhão por mês ao exportar pelos nossos rios e com o Entreposto Comercial da Zona Franca de Manaus, que estima uma movimentação financeira superior a R$ 1,5 bilhão. Além disso, os investimentos da iniciativa privada esperados para os próximos anos já ultrapassam os expressivos R$ 2,5 bilhões, com a geração de 06 mil empregos diretos”, ressaltou. (Com informações da Ascom/Aces)

Nenhum comentário:

Postar um comentário