domingo, 22 de junho de 2014

Movimento Acorda Marajó, Interdita Porto do Camará/Salvaterra.

Por Dário Pedrosa

O Porto da Foz do Rio Camará em Salvaterra na ilha do Marajó continua sob interdição dos manifestantes do Movimento Acorda Marajó. Eles protestam contra os 18% de aumento concedido pelo Governo do Estado para as passagens das balsas que fazem a linha Icoaraci Camará. Eles se mantem acampados no porto desde a madrugada de sábado utilizando caminhões e outros veiculos para bloquear o portão de acesso as balsas. Segundo o comando do movimento o aumento é considerado abusivo, uma vez que os valores anteriores já eram reclamados como altos demais para realidade da população local. A empresa Henvil Transporte que detém o direito de exploração das balsas que são de propriedade do Governo do Estado não aceita recuar na cobrança do aumento, alegando estar dentro da lei, uma vez que foi autorizado pelo Governador do Estado. Para Márcia Silvana, uma das coordenadoras do Acorda Marajó, a reivindicação e legítima diante da realidade economica que vive a região e o aumento no preço das passagens das balsas, eleva também os valores de frete dos caminhões que abastecem as cidades. O que acaba por elevar muito o custo de vida numa das regioes consideradas mais pobres do País. "Ja pagamos um preço muito caro com todo descaso que as autoridades tem com a nossa região. Agora com esta atitude, o Governador nos deixa em dificuldades, condenando nosso povo a miséria ainda maior" afirma Marcia. O porto esta bloqueado por tempo indetermidado e a balsa que saiu de Camara na tarde deste domingo, teve que desatracar com os passageiros sem pagarem suas passagens em protesto. 
Camará/Salvaterra-Pará.

Nenhum comentário:

Postar um comentário