sexta-feira, 7 de março de 2014

Equipe do Catar produz documentário sobre o Pará

Agência Pará de Notícias

               
Uma equipe formada por jornalistas, cinegrafistas e fotógrafos do Catar desembarcou, na quinta-feira, 6, em Belém, para conhecer melhor o cotidiano da população paraense. Um documentário será produzido para ser exibido em Doha, capital daquele país. O projeto faz parte do projeto Brasil no Catar 2014, que vai garantir um intercambio cultural entre os dois países, tanto na área da cultura, como na literatura e culinária. Apenas quatro estados brasileiros recebem a visita da equipe que vai levar até o país da Península Arábica, os costumes e peculiaridades dos estados de Minas Gerais, Bahia, Rio de Janeiro e Pará.
Assim que desembarcou na capital paraense, a equipe seguiu direto para a Estação das Docas, um dos principais pontos turísticos do Estado, onde acompanhou uma apresentação de carimbó e teve a oportunidade de conhecer mais sobre a culinária local. O grupo é chefiado pelo professor Aref Hussain, da Qatar Photographic Society, que reúne entusiastas da fotografia em viagens a diferentes países do mundo. O objetivo dos fotógrafos é mostrar a herança cultural em diversas partes do mundo.
Aref Hussain é engenheiro de formação, mas a sua grande paixão é mesmo a fotografia. Aref já conhecia sobre o Brasil e quando soube que poderia visitar o país mais uma vez, procurou pesquisar ainda mais sobre os estados visitados, especialmente o Pará, que fica localizado na Amazônia e que conta com uma grande diversidade nas áreas da cultura, e na sua biodiversidade. Mas o que chama mesmo a atenção de Aref é o cotidiano dos moradores dos locais que visita, que muda de acordo com a região.
“É sempre bom visitar o Brasil, quando faço viagens a trabalho. Procuro estudar antes para saber o que vou encontrar em cada lugar. Em Belém, especialmente me interessa conhecer as pessoas, até mais que os pontos turísticos. Tenho muita vontade de conhecer o modo de vida que é levado aqui e seus costumes, pois essa área é muito rica, especialmente por ser na Amazônia”, declarou Aref Hussain.
Além de Aref, a equipe é formada por outras seis pessoas, entre fotógrafos e cinegrafista, que vão produzir um documentário sobre os estados visitados para ser exibido no Catar. Eles também vão produzir o material para o ano do Brasil naquele país. A equipe fica em Belém até o domingo, 9, e pretende visitar outros locais da cidade, como o mercado do Ver-o-Peso.
Parceria - A relação entre o Pará e o Catar começou a ser fortalecida em setembro de 2013, quando a sheikha Mozah Bint Nasser Al Missned visitou o Estado do Pará com o objetivo de conhecer a educação indígena do Estado. Na ocasião, acompanhada pelo governador Simão Jatene, a sheikha Mozah realizou uma visita a uma aldeia indígena localizada no município de Água Azul do Norte, no sul do Pará.
Três meses depois, em dezembro, Simão Jatene viajou até Doha para participar da World Innovation Summit for Health - WISH, uma cúpula internacional de Inovação Mundial de Saúde. Durante a visita, foram apresentadas as ações realizadas pelo Governo do Pará, através das caravanas do Pro Paz, grandes mutirões de saúde e cidadania que levam, gratuitamente, os mais variados tipos de serviços à população de diversos municípios do Estado.
Ainda naquele mês, o diretor de Relações Culturais Estratégicas da Qatar Museums Authority, Miguel Blanco Carrasco, um dos organizadores do Catar Brasil 2014, esteve em Belém, onde visitou diversos pontos turísticos e culturais. Na ocasião, o titular da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), Paulo Chaves, anunciou que a XVIII edição da Feira Pan-Amazônica do Livro, que neste ano ocorrerá entre os meses de maio e junho, terá o Catar como país homenageado, estreitando ainda mais a relação entre os governos do Pará e do Catar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário