domingo, 23 de fevereiro de 2014

Venezuela: "Fim da crise exige reformas e diálogo"

Apesar da expansiva onda de protestos e da escalada da violência na Venezuela, há quase unanimidade entre analistas de que não há risco iminente de que o governo de Nicolás Maduro seja derrubado, como pretende o dirigente opositor Leopoldo López, que convocou a juventude às ruas numa tentativa de levar o presidente à renúncia

 
Claudia Jardim

Nenhum comentário:

Postar um comentário