quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

JB proclama absolvição: "Maioria feita sob medida"

Sem chances de reverter a aprovação dos embargos infringentes, presidente do STF conclui às 12:53 seu voto pela formação de quadrilha na AP 470; em vão; placar ficou em 6 a 5 pela absolvição dos réus, entre eles os ex-presidentes do PT José Dirceu e José Genoino; "Esta é uma tarde triste para o Supremo", proclamou, derrotado; antes, atacara: "Uma maioria de circunstância formada sob medida derrubou um trabalho primoroso desta corte", desferiu; "Como não dizer que toda essa trama não constitui quadrilha?", perguntou; "Essa tese não convence a ninguém, os argumentos foram pífios"; e cravou: "O determinismo social está embutido nessa maioria que se formou hoje";sessão suspensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário