domingo, 27 de outubro de 2013

Nono dígito para celulares do RJ e ES vale a partir deste domingo

A partir deste domingo, 27 de outubro, todos os telefones celulares dos Estados do Rio de Janeiro (DDDs 21, 22 e 24) e do Espírito Santo (DDDs 27 e 28) terão o dígito 9 acrescido ao início dos números, a exemplo do que ocorre na capital paulista e arredores (DDD 11). Os demais celulares do interior de São Paulo (DDDs 12 a 19) serão alterados a partir de 25 de agosto. As cidades com maior número de telefones celulares são Campinas (DDD 19) e Ribeirão Preto (DDD 16).

As medidas, tomadas para atender à demanda crescente pelo serviço, não se aplicam a serviços móveis especializados de rádio iniciados com os dígitos 77 e 78. De acordo com o coordenador de Numeração da Anatel, Afonso Feijó, a capacidade do sistema com oito dígitos permite 37 milhões de acessos ao serviço móvel para cada DDD.

– Com o acréscimo do nono dígito, a capacidade passará para 90 milhões. No Rio de Janeiro, a capacidade está se esgotando. Atualmente há pouco mais de 20 milhões no DDD 21. Em todo o estado há cerca de 25 milhões. No interior de São Paulo, há aproximadamente 30 milhões de usuários – disse Feijó, neste sábado.

A capital paulista e algumas localidades próximas que usam o DDD 11 adotaram o nono dígito em julho do ano passado. Segundo a Anatel, não houve grandes complicações para os usuários se adequarem ao novo padrão.

– As dificuldades são comuns e as pessoas vão se acostumando com elas. Esse prazo que damos será suficiente para os usuários se acostumarem – disse o superintendente de Outorga da Anatel, Marconi Maya.

Para evitar transtorno aos usuários, as chamadas feitas com oito dígitos serão completadas normalmente até o dia 3 de setembro, no caso das ligações para celulares de São Paulo; e até 5 de novembro, no caso do Rio de Janeiro e Espírito Santo. A partir dessas datas, uma mensagem orientará o usuário sobre a mudança.

– Dependendo da característica de cada rede, a ligação poderá ou não ser completada – acrescentou Feijó.

A previsão é que os celulares de todo país estejam padronizados com nove dígitos até o final de 2016, com a entrada dos Estados das regiões Sul e Centro-Oeste, além de Acre e Tocantins. Os demais Estados da Região Norte terão o nono dígito acrescido até o final de 2014; e os do Nordeste e Minas Gerais, até o final de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário