sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Helenilson Pontes inspeciona obras do governo em Marabá

O vice-governador Helenilson Pontes acompanhou,0 nesta quinta-feira 24, o andamento das obras do Governo do Estado no município de Marabá, no sudeste do Pará. Os investimentos representam valor superior a R$ 600 milhões, em áreas estratégicas como segurança, saúde, infraestrutura e turismo. Helenilson destacou que este é “um conjunto expressivo de investimentos que irão resgatar o compromisso do governador Simão Jatene com a qualidade de vida do povo das regiões sul e sudeste do Pará”.
As obras de revitalização, ampliação e modernização do sistema de abastecimento de água e coleta de esgoto sanitário; construção do Centro de Recuperação Feminino (CRF) e da Central de Triagem; construção do Centro de Convenções de Marabá; reconstrução da rodovia PA-150; ampliação e reforma com implementação do serviço de Hemodiálise e Hemodinâmica; construção de blocos de apoio, ampliação do centro cirúrgico e criação de leitos para parturientes de alto risco do Hospital Regional do Sudeste do Pará, estão entre as obras que reúnem um dos maiores investimentos já feitos por governos nesta região.
Mais de 100 mil moradores, cerca de metade da população, serão beneficiados com as obras de revitalização, ampliação e modernização do sistema de abastecimento de água e coleta de esgoto sanitário do município de Marabá. A primeira obra, que já está em fase de conclusão, com investimentos por volta de R$ 100 milhões, é a construção do Sistema de Esgotamento Sanitário de Marabá.
O sistema de ampliação de água está numa fase mais avançada, com previsão de conclusão parcial para novembro deste ano, beneficiando nesta fase cerca de 1500 residências, além de mais cinco mil ligações até março de 2014. O vice-governador destacou que estes investimentos irão dobrar a capacidade do sistema de abastecimento da cidade e, após a conclusão, o município passará a contar, pela primeira vez, com o serviço de esgotamento sanitário. “Marabá vai passar a ter o maior nível de tratamento de esgoto entre as cidades paraenses, com 30% de sua população beneficiada”, destacou.
SegurançaCerca de 80% das obras das duas novas unidades prisionais, o Centro de Recuperação Feminino (CRF) e a Central de Triagem, já estão concluídas. Operadas pela Superintendência do Sistema Penal (Susipe), as duas unidades vão oferecer mais de 370 vagas, resultado de um investimento superior a R$ 4 milhões, recursos oriundos dos governos federal estadual.
O CRF de Marabá abrirá 86 vagas para atender o sudeste do Estado. A unidade terá sala de aula, espaço para realização de oficinas e cursos e berçário para os filhos de internas que ainda estão amamentando. O centro, que já está com mais de 80% das obras concluídas, deve ser entregue no final deste ano.
A Central de Triagem de Marabá abrirá 292 novas vagas e será equipada com consultório médico e odontológico, salas para atendimento psicológico e serviço social, quatro salas de aula e quatro celas adaptadas para pessoas com deficiência. A nova Central de Triagem, que está com 85% das obras concluídas, foi projetada com parâmetros de sustentabilidade, incluindo um sistema de reaproveitamento de águas pluviais (a água da chuva será coletada por calhas e armazenada para utilização nas descargas, pias e lavagens externas).
TurismoMarabá passará a contar, por volta do mês de agosto, com um dos mais modernos Centros de Convenções do Pará. O empreendimento representa um investimento de R$ 19 milhões, com aproximadamente 35 mil metros quadrados, localizado em frente ao Hospital Regional Geraldo Veloso, no bairro Nova Marabá.
Serão 13 mil metros quadrados, distribuídos em teatro com capacidade para 1.000 pessoas, um auditório em forma de semicírculo para 550 pessoas sentadas, bloco administrativo, salas de multiuso, restaurante, lanchonete, banheiros públicos e vestiários e poderá receber até cinco eventos simultaneamente.
Com o Centro de Convenções, Marabá poderá receber grandes shows, feiras e eventos. O grande salão terá 4.800 metros quadrados e poderá abrigar até 15 mil pessoas. O vice-governador ressaltou que esta obra está em estágio avançado e a população pode comprovar visitando o local. “Este não é um centro de convenções apenas de Marabá, mas de toda a região sul e sudeste do Pará”, destacou.
SaúdeUm dos principais investimentos realizados pelo Governo do Estado nesta região são as obras de ampliação do Hospital Regional Geraldo Veloso. A instituição está passando por obras de ampliação e reforma com implementação do serviço de hemodiálise e hemodinâmica, construção de blocos de apoio e ampliação do centro cirúrgico em 30 leitos clínicos, com um aumento de atendimento em torno de 30%.
O Geraldo Veloso também passará a contar com a criação de novos serviços oferecidos à população da região. Para isso, a equipe do hospital está realizando um levantamento epidemiológico, identificando a demanda necessária para oferecer estes novos serviços, como cirurgias cardíacas. O Objetivo, segundo o diretor, é que o Hospital Regional venha a ser um centro de referência cardiológica.
Os investimentos no hospital alcançam o valor de R$ 20 milhões, incluindo a adequação da obstetrícia, com a criação de 15 novos leitos para partos de alto risco. As obras do Geraldo Veloso trazem expectativas para a população, como é o caso do lavrador Raimundo Santos, 60 anos. Ele está com o pai internado na instituição e diz que está sendo bem atendido pela equipe do Hospital. “Se as obras forem para melhorar vai ser muito bom”, destacou.
Já o autônomo Lázaro Brito, 18 anos, sofreu um acidente de motocicleta, fraturando o fêmur, e está internado no Hospital Regional. Ele conta que foi graças a rapidez no atendimento que conseguiu se recuperar do acidente. “Tenho certeza que com mais atendimento o hospital vai ficar bem melhor, mas eu espero não precisar mais vir aqui nesta situação”, brincou.
O vice-governador também ressaltou a importância das obras de reconstrução da PA-150, que estão em ritmo acelerado com 40% de trechos concluídos. Por meio da Secretaria de Estado de Transportes (Setran), o governo está revitalizando uma das mais importantes vias de escoamento da produção de grãos, agropecuária, mineral e de biodiesel da região, com investimentos de quase R$ 380 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário