quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Belém sediará maior edição da história dos Jogos Escolares da Juventude

A capital paraense será a sede da maior edição dos Jogos Escolares da Juventude entre os dias 7 e 16 de novembro. Serão quase quatro mil jovens atletas com idade entre 15 a 17 anos de todas as regiões do país competindo em 13 modalidades (atletismo, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, luta olímpica, natação, tênis de mesa, vôlei, vôlei de praia e xadrez), um recorde na história da competição, que desde 2005 é organizada pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB).
Além dos futuros talentos do esporte nacional, treinadores, oficiais, árbitros, embaixadores, observadores internacionais, voluntários, comitê organizador e comitê local, estarão envolvidos no evento, que reunirá representantes de 26 estados do Brasil, mais o Distrito Federal e uma delegação de Belém, cidade anfitriã. Ao todo, quase seis mil pessoas participarão da maior competição esportiva escolar do país.
“Nosso objetivo com os Jogos Escolares da Juventude é contribuir para a inserção social dos jovens através do esporte e estamos muito satisfeitos com os resultados que estamos alcançando. A cada ano conseguimos atrair mais participantes e estabelecer novos padrões na organização. Nosso grande desejo é ver dentro do ambiente escolar e acadêmico a formação de base que futuramente nos dará representantes em nível internacional”, afirma Edgar Hubner, gerente-geral de Juventude e Infraestrutura do COB.
Após o fim das inscrições nominais, exatamente 4.664 participantes, entre eles 3.982 jovens atletas, além de treinadores, chefes de delegações, oficiais e médicos confirmaram presença na capital paraense. Juntando-se aos 220 voluntários, além de árbitros, membros do comitê organizador, comitê local, observadores internacionais e embaixadores, quase seis mil pessoas participarão dos Jogos Escolares da Juventude Belém 2013.
Apenas nas quatro modalidades coletivas do programa, basquetebol, futsal, handebol e voleibol, 2.239 alunos-atletas disputarão 420 partidas em 16 ginásios espalhados por Belém. Nas disputas individuais, o público poderá conferir o desempenho de 1.743 promessas do esporte nacional em ação em nove modalidades: atletismo, ciclismo, ginástica rítmica, judô, luta olímpica, natação, tênis de mesa, vôlei de praia e xadrez. Todo evento é gratuito.
O handebol é a modalidade com o maior número de inscritos, com 652 alunos-atletas no total. Na sequência, encontram-se o atletismo, com 563 participantes, e o basquetebol, com 530. Além dos estudantes, estarão presentes 179 dirigentes, entre chefes de delegação, oficiais, médicos, fisioterapeutas e assessores de imprensa, e 523 técnicos.
De acordo com o Edgar Hubner, o número recorde de participantes demonstra a confiança no projeto educacional-esportivo desenvolvido pelo COB. "O projeto dá a oportunidade de jovens de locais distantes dos grandes centros competirem em um evento de abrangência nacional e com rigorosos padrões de organização. O esporte como ferramenta de transformação social é o principal pilar das Olimpíadas Escolares", declara Hubner.
Além das competições, os jovens atletas terão a sua disposição uma ampla gama de eventos paralelos às competições. O programa sócio-educativo e cultural abrange diversas atividades extras com o intuito de aproximar os jovens de todo o país aos Valores Olímpicos e ao exemplo positivo da prática esportiva.
Esta será a segunda etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude. A primeira, para atletas de 12 a 14 anos, aconteceu em Natal, em setembro. Os Jogos Escolares da Juventude são o maior evento estudantil esportivo do Brasil. A competição de abrangência nacional cresce a cada edição e reúne milhares de alunos-atletas de instituições de ensino públicas e privadas de todo o país. Atualmente, é tida como referência internacional. Consideradas as fases seletivas, os números chegam a mais de dois milhões de atletas e cerca de 3.900 cidades participantes.
Os Jogos Escolares da Juventude Belém 2013 são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico Brasileiro, correalizados por Ministério do Esporte e Organizações Globo, com patrocínio da Coca-Cola e apoio do Governo do Estado do Pará e da Prefeitura Municipal de Belém.
* Informações da Assessoria de Comunicação do Comitê Olímpico Brasileiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário